Início arrow Revista de Imprensa arrow Regional e Local
Regional e Local
Costa ignora projectos para o Terreiro do Paço Imprimir E-mail

Público, José António Cerejo, 09.10.04

A revolução proposta para o Terreiro do Paço pelos consultores da sociedade de capitais públicos Frente Tejo anuncia-se polémica logo no título do estudo que concluíram em Abril:Estratégia de urbanização do Terreiro do Paço. A ideia não passa, obviamente, pela reconstrução da sala de visitas de Lisboa, mas não deixa de contemplar um total de "18.000 m2 de espaço para (re)urbanizar".
Ler mais...
Dois hectares de terreno para casa em espaço rural Imprimir E-mail
Público, 24.09.09, Jorge Talixa

A Câmara de Vila Franca de Xira pretendia fixar em um hectare (dez mil metros quadrados) a área mínima da parcela para construção de habitação própria em espaço rural, mas a proposta, que foi recusada pelo Conselho de Ministros no passado dia 10, exige um mínimo de dois hectares. A decisão governativa vai obrigar a alterar a proposta final de revisão do Plano Director Municipal (PDM) vila-franquense e significa que o Governo não pretende abrir excepções às normas do Plano Regional de Ordenamento do Território da Área Metropolitana de Lisboa (PROT-AML).
Ler mais...
Câmara de Lisboa recebe 30 hectares à beira-Tejo Imprimir E-mail

A área sob jurisdição da Administração do Porto de Lisboa (APL) que passará para a tutela da autarquia equivale a trinta campos de futebol. A decisão foi formalizada na semana passada pelo Governo, encerrando um processo de quase dois anos. A maior parcela da operação é o terrapleno da Junqueira (95 mil metros quadrados). Na Matinha situam-se oito hectares, numa faixa entre o Parque das Nações e a Praça dos Construtores da Cidade, onde está a escultura de José Guimarães. Para o local está projectado um jardim ribeirinho, disse ao Expresso o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado.

Ler mais...
Planos de pormenor para AUGI de Lisboa Imprimir E-mail
Público, 10.09.09, Inês Boaventura

A Câmara de Lisboa aprovou ontem a elaboração, no prazo de 270 dias, dos planos de pormenor de quatro das dez Áreas Urbanas de Génese Ilegal (AUGI) existentes na cidade: Azinhaga Torre do Fato, Azinhaga dos Lameiros, Quinta do Olival e Galinheiras. Foi também aprovado igual procedimento para o Casal do Pinto e para a Quinta de Marquês de Abrantes e Alfinetes, áreas que incluem terrenos em relação aos quais a autarquia tinha assinado há duas décadas protocolos com a Federação Nacional das Cooperativas de Habitação Económica que só depois da publicação dos planos de pormenor poderão ser concretizados.

Parque Mayer aprovado entre ameaças do PSD Imprimir E-mail
Público, 10.09.09, Inês Boaventura

A Câmara de Lisboa aprovou ontem, com os votos contra do movimento Lisboa com Carmona e do PSD, "o modelo urbano desenvolvido no âmbito da elaboração do Plano de Pormenor do Parque Mayer, Jardim Botânico e Zona Envolvente". Vários vereadores, incluindo do PS, questionaram a viabilidade da construção do auditório com dois mil lugares previsto no plano, mas António Costa garantiu que há "mais do que uma entidade" interessada no investimento.
Ler mais...
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Fim >>

Resultados 19 - 27 de 204
 
actas encontro 2015
actas encontro 2013
actas encontro 2010
actas encontro 2009
actas encontro 2008