Início arrow NOTICIAS arrow EDP projecta complexo turístico de luxo no Gerês
EDP projecta complexo turístico de luxo no Gerês Imprimir E-mail

in Público, 19.05.2009, Andrea Cruz

Com vista para o vale do Lima e para o rio que lhe dá nome, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), a pousada localizada no lugar de Paradamonte, freguesia de Britelo, no concelho de Ponte da Barca, vai ser transformada num empreendimento turístico de luxo. O projecto da EDP Imobiliária prevê a recuperação de todo o património que a empresa detém naquela zona do Lindoso, rentabilizando velhas estruturas e aproveitando o potencial paisagístico da região.

Em declarações ao PÚBLICO, o director da empresa, Paiva Nunes, adiantou que o concurso público para a execução do projecto de arquitectura deverá ser lançado em breve, a par de uma candidatura com a autarquia de Ponte da Barca ao Provere. Este é um programa criado no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional, destinado a estimular projectos assentes numa Estratégia de Eficiência Colectiva e Plano de Acção (EECPA), desde que sejam concebidos por consórcios de entidades públicas e privadas, representativas de uma região, e se destinem à Valorização Económica de Recursos Endógenos.

A exemplo do que está a acontecer no Douro, a empresa prepara-se para avançar com a construção de um hotel rural, com spa e restaurante, que implicará a requalificação da pousada que ainda se encontra em funcionamento apenas para os quadros superiores da hídrica nacional. Às nove casas, distribuídas pelos terrenos adjacentes à pousada, actualmente alugadas aos colaboradores das duas albufeiras do Touvedo e Alto Lindoso, que serão igualmente transformadas para o mesmo fim, acresce a construção de mais 31 novas moradias para alojamento.

O Centro de Férias, em tempos utilizado pelos filhos dos funcionários, e o clube do pessoal, que possui um auditório, serão reconvertidos para este projecto. À piscina e court de ténis já existentes será acrescentado um picadeiro, bem como outras estruturas de apoio à prática de turismo de natureza, desde caminhadas a trilhos pedestres, ou até a outras modalidades de desporto aventura.

Central passa a museu
O projecto contempla também a recuperação e aproveitamento da capela de Santa Isabel da Hungria, construída por altura do primeiro licenciamento para a produção de energia eléctrica, em 1908, à empresa espanhola Electrodellima. Próxima de todas estas novas infra-estruturas está a antiga central hidroeléctrica do Lindoso, em funcionamento desde 1922, para a qual está projectada a instalação de um museu da electricidade, abrindo ao público um património exemplar da arqueologia industrial do início século passado.
O município é parceiro privilegiado neste empreendimento, tendo em vista uma estratégia mais alargada de aproveitamento do património ambiental do concelho. A EDP cedeu já ao município outra pousada que tem no Lindoso, constituída por dois edifícios independentes, com 44 quartos, e desactivada há mais de quinze anos e em completo estado de degradação. A intenção da autarquia é construir ali uma pousada da juventude ou um centro de férias do Inatel, ou então entregar o espaço à iniciativa privada, para um empreendimento ligado ao turismo.

Com 52 por cento do seu território integrado no PNPG, Ponte da Barca vai inaugurar brevemente a sua porta de entrada no parque, e vê com bons olhos a promoção conjunta deste importante recurso, que poderá vir a traduzir-se num novo impulso no que diz respeito ao aproveitamento das albufeiras para, por exemplo, a prática de desportos naúticos. A autarquia candidatou ainda ao programa Polis Litoral Norte a construção, junto à albufeira de Touvedo, em Entre-Ambos-os-Rios, de um centro de remo e canoagem.

< Anterior   Seguinte >
 
actas encontro 2015
actas encontro 2013
actas encontro 2010
actas encontro 2009
actas encontro 2008